Cirurgia bariátrica e metabólica: entenda o procedimento e os benefícios

A obesidade grave ou mórbida é extremamente perigosa para a saúde física e mental, portanto a cirurgia de redução de estômago é uma opção para pessoas que estão nessa situação e que, mesmo com diversas implementações de tratamentos de saúde, não tiveram resultados.

A cirurgia pode ser denominada metabólica, já que os órgãos envolvidos no procedimento produzem hormônios, e a alteração cirúrgica provoca um equilíbrio hormonal, beneficiando o paciente obeso na perda de peso e no controle de doenças como o diabetes, hipercolesterolemia, hiperuricemia e até hipertensão (parte da síndrome plurimetabólica).

Quais são os tipos de cirurgia bariátrica?

Os tipos de cirurgia bariátrica diferenciam-se pelo mecanismo de funcionamento. Basicamente, eles são categorizados em:

Restritivos

Trata-se de um tipo de cirurgia bariátrica capaz de reduzir a quantidade de comida que o estômago consegue receber. Com isso, o paciente se sente saciado muito mais rápido e restringe a quantidade de alimentos a ser ingerida. 

 É o caso da gastroplastia vertical, também conhecida como Sleeve.

gastroplastia vertical

Técnicas mistas (restritiva e disabsortiva)

Ambas as técnicas, quando combinadas, também diminuem significativamente a quantidade de comida que o estômago é capaz de receber. Além disso, o próprio estômago tem seu tamanho reduzido, já que durante a cirurgia é feito um curto desvio do intestino. 

É conhecida como cirurgia de bypass gástrico ou cirurgia de Fobi-Capella.

cirurgia de bypass gástrico

Quando realizar esse tipo de cirurgia?

Para realizar a cirurgia, é preciso:

  • estar com obesidade grave, ou seja, apresentar o Índice de Massa Corporal (IMC) maior que 40;
  • estar com obesidade com IMC de 35 e doenças associadas à obesidade, como diabetes;
  • não possuir doenças psicopatológicas graves, como depressão ou alcoolismo, ao ponto de ficar autodestrutivo;
  • não ter problemas no coração, fígado, rim ou qualquer outra doença mais grave.

Outro ponto importante é que, para realizar a cirurgia de obesidade, o IMC deve estar estável há 2 anos, e o paciente precisa ter tentado tratamentos clínicos, como dietas, prática de atividades físicas e mudança completa no estilo de vida.

Principais benefícios da cirurgia bariátrica e metabólica

A perda de peso é o grande benefício da realização de uma cirurgia bariátrica e metabólica. Com ele, surgem outros benefícios subjacentes, como a prevenção de problemas graves de saúde. É o caso de doenças cardíacas e diabetes.

Além disso, outras doenças que podem ser evitadas após a realização da cirurgia são:

  • doença do refluxo gastroesofágico (DRGE);
  • apneia do sono;
  • síndrome do ovário policístico;
  • dores nas articulações;
  • gota;
  • doenças do coração e seus fatores de risco, como colesterol alto e pressão alta. 

Para entender melhor a cirurgia bariátrica e conferir outras dicas de saúde e endoscopia, navegue pelo site do GastroBlog!

MAIS NOTÍCIAS

Doenças do aparelho digestivo: entenda o esôfago de Barrett

O esôfago de Barrett é uma condição que pode surgir ao longo da vida. Ainda que não seja grave, é importante conhecer as causas e […]

Leia mais

Varizes de esôfago: o que é e como lidar com esse problema

As varizes de esôfago podem ser entendidas como veias aumentadas localizadas nas paredes do esôfago. Entenda melhor como se dá essa condição, como ela interfere […]

Leia mais

Constipação intestinal ou prisão de ventre: entenda melhor

A constipação intestinal, também chamada de prisão de ventre, diz respeito à dificuldade ou ausência de evacuação. Entenda melhor como se dá o problema e […]

Leia mais

TENHA
A ENCICLOPÉDIA
DO APARELHO
DIGESTIVO
EM SUAS MÃOS

Loading