Quiz! Complicação após tratamento de varizes gástricas

Quiz! Complicação após tratamento de varizes gástricas
Compartilhe:

Paciente do sexo feminino, 67 anos, com anemia e história de episódios frequentes de melena. À endoscopia foi diagnosticada grande variz de fundo gástrico. A paciente foi tratada com injeção de cianoacrilato  e lipiodol sendo realizadas 2 punções em locais diferentes. O procedimento transcorreu sem intercorrências, não houve  sangramento e a variz ficou bem endurecida sugerindo sucesso na obliteração. Após o procedimento a paciente evoluiu com dispneia e aumento da frequência respiratória. A ausculta pulmonar estava normal.  Qual a principal hipótese que deve ser pesquisada?

variz fundo cianoacrilato

 

Compartilhe esse quiz para mostrar seus resultados !


Apenas nos diga quem você é para ver o resultado!

Complicação após tratamento de variz gástrica Acertei %%score%% em %%total%%
Baixar em PDF
Compartilhe:
Foto de perfil de Ivan R B Orso

Doutor em Ciências em Gastroenterologia pela USP
Especialista em Endoscopia Diagnóstica e Terapêutica da Gastroclínica Cascavel e do Hospital São Lucas FAG
Coordenador da Residência Médica em Cirurgia Geral e Professor de Gastroenterologia da Escola de Medicina da Faculdade Assis Gurgacz

Baixar em PDF

2 Comentários

  1. Qual experiência em crianças? Qual dose usar?

  2. André, minha experiência de uso do cianoacrilato em crianças é zero! Fiz uma revisão rápida na literatura e encontrei várias séries de casos e relatos do uso desta técnica em crianças com sucesso e segurança. Acredito que a dose vai depender do tamanho da variz e do resultado após a primeira injeção. O volume inicial costuma ser 1 ml (0,5 ml de histoacryl e 0,5 ml de lipiodol). Lembrando que se for necessário um volume maior este deve ser injetado em uma nova punção e que quanto maior o volume utilizado maior o risco de complicações.
    Se alguém tiver experiência com cianoacrilato em crianças seria legal compartilhar aqui!

Deixe um comentário