Disfagia: como identificar os sintomas e conhecer

A disfagia é uma condição que pode causar dores ao engolir, engasgo frequente, tosse e sensação de comida presa.

Os sintomas da disfagia indicam que algo está errado. É preciso procurar um médico para realizar o diagnóstico por meio de uma endoscopia, caso contrário a pessoa pode desenvolver um quadro de desnutrição.

Geralmente, além do exame de endoscopia digestiva, a investigação também pode ser feita via manometria esofágica e raios X do esôfago com contraste.

Leia mais: Dificuldade para engolir: entenda sobre a disfagia

Entenda, a seguir, mais sobre a doença, seus sintomas e saiba como identificá-la.

O que é disfagia

A disfagia é caracterizada pela dificuldade de engolir alimentos, sejam sólidos, sejam líquidos. Para compreender como a disfagia influencia no processo digestivo, é importante saber que a deglutição é constituída de três fases: oral, faríngea e esofágica.

No caso, a primeira fase ocorre de forma voluntária, enquanto as outras duas de maneira involuntária. Quando há sinais de anormalidade nessas últimas, muito provavelmente o diagnóstico indicará disfagia.

Quais são as complicações?

A disfagia pode ter algumas complicações, principalmente se o quadro chegar a influenciar negativamente o estado nutricional do paciente, o que ocorre pela redução do consumo de água e nutrientes.

A dificuldade de deglutição leva a pessoa a comer menos. Consequentemente, o corpo deixa de receber todos os nutrientes necessários para o seu bom funcionamento.

Como consequência de uma alimentação debilitada, a pessoa passa a sofrer de carência nutricional, podendo entrar em um quadro de desnutrição que tende a piorar com o passar do tempo (se não houver o devido tratamento da disfagia).

Identificando a disfagia

Acompanhe alguns dos principais sintomas da disfagia e veja como ela pode ser identificada a partir de endoscopia:

Sintomas

  • Dificuldade em mastigar os alimentos;
  • Dificuldade para engolir;
  • Tosse durante ou após a refeição;
  • Demora para engolir;
  • Afogamentos constantes (durante a alimentação) ou inesperados;
  • Sensação de falta de ar ou cansaço ao se alimentar;
  • Sensação de algo parado na garganta;
  • Emagrecimento injustificável;
  • Pneumonia de repetição (em casos mais graves).

Exames

Além dos sintomas sinalizados acima, a identificação da disfagia também é feita por meio de exames.

A começar pelo exame clínico, é importante avaliar o histórico do paciente e entender se ele sente incômodo ao engolir ou sensação de algo entalado na região central do peito, por exemplo. Em um segundo momento, é orientado ao paciente a realização de endoscopia digestiva alta (EDA), que permite uma visão mais clara do esôfago e a possibilidade de retirada de material para realização de biópsia.

Ações que podem ajudar a lidar com a disfagia

  • Realizar todas as refeições com as costas eretas para ajudar que o processo de deglutição ocorra mais facilmente;
  • Alimentar-se tendo como base alimentos mais macios, como sopa, purê ou alimentos finamente cortados;
  • Ter uma rotina alimentar com horários em que esteja mais alerta e disposto;
  • Remover distrações na hora das refeições, como computador, celular e televisão;
  • Mastigar devagar, tomando o tempo que for necessário.

Disfagia: acompanhe todas as informações sobre e saiba como é feita a endoscopia

Pelo GastroBlog, você pode acompanhar as principais informações sobre disfagia e, mais do que isso, como são realizados os exames de endoscopia, com dicas para se preparar e como se alimentar após o procedimento, por exemplo.

Navegue pelo GastroBlog e confira todos os materiais sobre disfagia e endoscopia, ligadura elástica varizes esofágicas e muito mais

Leia também: Tratamento endoscópico de varizes do estômago | Endoscopia Digestiva Alta | Balão intragástrico

MAIS NOTÍCIAS

Como me preparo para uma endoscopia?

A endoscopia é um exame muito importante. É preciso que o paciente realize um procedimento de preparação para que tudo ocorra de forma adequada. Acompanhe […]

Leia mais

Colostomia: o que é, quais os tipos e quando deve ser indicada

A colostomia é um procedimento realizado para ligar parte do intestino grosso à parede do abdômen. O principal objetivo é permitir a saída das fezes […]

Leia mais

Saiba mais sobre a colectomia no tratamento de câncer de cólon

A colectomia como tratamento do câncer de cólon é uma cirurgia considerada de grande porte por fazer a retirada de parte do intestino grosso. Acompanhe […]

Leia mais

TENHA
A ENCICLOPÉDIA
DO APARELHO
DIGESTIVO
EM SUAS MÃOS

Loading